No encerramento da IV Semana de Doação de Órgãos, um olhar para o futuro. O coordenador dos transplantes de córnea, Gustavo Bonfadini, falou sobre os resultados positivos do serviço, que começou a funcionar no hospital há apenas dois meses.

“A chegada do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro ao HSF, uma instituição que já tem toda a estrutura para a realização com qualidade do procedimento, vai mudar a história da cidade. Já realizamos mais de 50 transplantes e queremos mais”, afirmou o especialista.
A mesa também contou com a participação do responsável técnico dos transplantes de córnea, Victor Roisman, que comemorou a presença de alguns pacientes transplantados. “Vocês são a razão pela qual trabalhamos. É muito gratificante ter vocês aqui e bem”, disse.

Logo após, os chefes da Cardiologia e Cirurgia Cardíaca do hospital, Mohamed Wafae Filho e Jefferson Cavalcante, falaram sobre transplante de coração e tudo que envolve o procedimento, como a seleção do receptor e do doador, suas indicações e contraindicações. O credenciamento para a realização de transplantes cardíacos é o próximo passo do HSF. “Parabéns a direção pela intenção de tornar este procedimento viável no hospital”, falou Jefferson Cavalcante. “Muito feliz de dar início a estre programa no HSF”, celebrou Mohamed Wafae.
No agradecimento final, o chefe do Centro Avançado de Transplantes de Órgãos e Tecidos do HSF, Eduardo Pinto, ressaltou a qualidade dos profissionais que atuam no serviço. “A maioria das palestras que assistimos nessa semana foi de pratas da casa. Médicos que estão aqui de segunda a sexta e também nos finais de semana. Isso mostra quão qualificados e comprometidos são. É essa a saúde pública que queremos e sonhamos”, concluiu.


_semana_doacao_orgaos_cartaz_02