Os sobrenomes e a paixão pela Medicina e pelo Flamengo são apenas alguns dos traços que os urologistas Paulo Costa Leite e André Costa Leite têm em comum. Trabalhando juntos há 13 anos no Serviço de Urologia do Hospital São Francisco na Providência de Deus (HSF), pai e filho comemoram a parceria profissional, que trouxe apenas benefícios para o dia a dia no hospital, como afirma Dr. André.

urologistas_pai_e_filho_foto“É ótimo trabalhar com o meu pai. Principalmente, por o admirar e compartilhar das mesmas condutas e questões morais. É muito raro discordarmos de algo. Quando acontece, discutimos como tem que ser, mas nunca brigamos”, conta. “Além da alegria de trabalhar com um filho, acho muito importante a troca de experiências de duas gerações, sempre com um grande aprendizado para os dois lados”, completa Dr. Paulo Costa Leite, que também é diretor clínico do HSF.
A escolha por qual profissão seguir foi fácil para o filho, conta Dr. Paulo. “O André nunca teve muita dúvida sobre qual carreira seguir. Desde pequeno, queria ser médico, o que me deixou sempre muito feliz, pois acho a nossa profissão belíssima”, fala. “Sempre gostei da rotina da Medicina e sempre admirei a maneira como meu pai trata os pacientes. Ele me influenciou muito. Nunca pensei em outra coisa”, concorda Dr. André.
Para Dr. Paulo, a principal dica para pais e filhos que trabalham juntos é uma: “mantenham as suas individualidades, sempre com respeito pelas opiniões de um e de outro”.  “Como dica, em primeiro lugar, coloco o respeito. Depois, é fazer o que gosta. Quando você faz o que gosta com o seu pai é a melhor coisa do mundo”, completa Dr. André.

Serviço de Urologia

Referência na cidade do Rio, o Serviço de Urologia do HSF conta com todos seus integrantes especialistas pela Sociedade Brasileira de Urologia e com cursos no exterior. “Somos capacitados para realizar todos os procedimentos urológicos mais modernos. Dentro do HSF, somos o segundo serviço de maior movimento e temos atendimento ambulatorial diário, o que proporciona um melhor cuidado e acompanhamento dos pacientes”, conclui Dr. Paulo Costa Leite.