Aprenda a identificar os sintomas

No Brasil, cerca de 9 milhões de pessoas têm diabetes e metade delas desconhece sua condição. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), pelo menos 170 milhões de pessoas no mundo sofrem da doença atualmente. Em 2030, este número poderá atingir os 300 milhões.

O diabetes mellitus é uma doença crônica, na qual o corpo não produz insulina (hormônio responsável pela entrada da glicose nas células) ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz. Com isso, o nível de açúcar (glicose) se torna alto no sangue (hiperglicemia). A principal função da insulina é fazer com que o açúcar dos alimentos, absorvido pelo intestino e levado para o sangue, possa entrar nas células e ser transformado em energia. Com o diabetes, o açúcar não consegue entrar nas células.

No diabetes tipo 1, o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, como resultado da destruição das suas células por um processo autoimune — uma condição que ocorre quando o sistema imunológico ataca e destrói tecidos saudáveis do corpo — o que leva a deficiência insulínica. Se o tratamento não for iniciado rapidamente, os sintomas podem evoluir para desidratação severa, sonolência, vômitos, dificuldades respiratórias e coma, gerando um quadro mais grave, conhecido como Cetoacidose Diabética.

Já no tipo 2 da doença, a insulina é produzida pelas células do pâncreas, porém, sua ação é dificultada, caracterizando um quadro de resistência insulínica, o que leva a um aumento da produção de insulina para tentar manter a glicose em níveis normais. Quando isso não é mais possível, surge o diabetes. A evolução dos sintomas neste caso é mais lenta e pode demorar vários anos até que eles se apresentem. Se não reconhecida e tratada a tempo, a diabetes tipo 2 também pode provocar uma grave de desidratação e até coma.

O diabetes não tratado pode levar a complicações graves, como cegueira, gangrena, infarto do miocárdico, derrame cerebral e até a morte súbita. Para que o problema seja diagnosticado e tratado adequadamente, evitando agravamentos, é preciso reconhecer os sintomas e procurar ajuda médica.

 Conheça os principais sintomas do diabetes

  • — Cansaço;
  • — Visão turva;
  • — Boca seca;
  • — Emagrecimento repentino;
  • — Aumento da sede;
  • — Aumento da quantidade de urina e da frequência das idas ao banheiro.

Estes sintomas são comuns aos dois tipos de diabetes, mas no tipo 2 eles se manifestam mais gradativamente, podendo haver ainda infecções urinárias, dificuldade de cicatrização e dormência nas pernas.

Fatores de risco para diabetes

  • — Idade acima dos 40 anos;
  • — Sobrepeso/obesidade;
  • — Hipertensão;
  • — Sedentarismo;
  • — Histórico familiar;
  • — Colesterol alto.